Definir responsáveis (parceiros)

Primeiramente você deve decidir quais processos serão executados por sua organização e quais por parceiros. Às vezes você pode ficar em dúvida. Nesses casos deixe as duas opções em aberto e crie modelos de negócio alternativos.

Se já tiver um parceiro responsável por um processo, você não precisa detalhar este processo.

Na atividade de definir o perfil das pessoas e papéis da organização iremos tratar os casos de processos sob a responsabilidade da nossa organização.

Investidor é um stakeholder, que possuem requisitos que precisamos atender com o negócio. De certa forma pode ser considerado como sendo um parceiro. Mas não será tratado aqui como tal.

Nesta atividade vamos definir quais são os parceiros que serão os responsáveis pelos processos que atribuímos a parceiros.

Existem muitos tipos de parceiros na cadeia de valor. A rede de parceiros é essencial em PSS. Dificilmente uma organização consegue entregar valor sozinha. Ainda mais quando se trata de PSS, onde múltiplas funcionalidades são necessárias, uma vez que o provedor assume todas responsabilidades durante o ciclo de vida do sistema.

Parceiros é um termo genérico que inserimos no modelo de negócio para indicar aqueles que irão contribuir para a entrega de valor. Tenha a liberdade de indicar quem você consegue neste momento: o nome de uma organização; um tipo de parceiros; uma característica que um parceiro deve ter. Em outras iterações e em outras atividades você irá detalhar mais.

Podemos ter vários tipos de parceiros:

  • Parceiros de risco que investem conosco e desde o início da servitização já se sabe que eles irão assumir algumas responsabilidades do negócio;
  • Parceiros estratégicos que serão responsáveis por processos, pois eles possuem excelência que não pretendemos ou não conseguimos desenvolver;
  • Parceiros de co-desenvolvimento, que podem auxiliar na especificação do PSS;
  • Parceiros financeiros, que poderão viabilizar o negócio para os nossos clientes;
  • Parceiros de tecnologia de informação e comunicação para o negócio;
  • Fornecedores de sistemas, subsistemas e componentes do artefato físico do PSS;
  • Provedores de serviços para a nossa organização;
  • Provedores de serviço para os clientes;
  • Responsáveis por algum dos recursos chave.

Às vezes, mesmo antes da proposição de valor já definimos alguns dos parceiros da nossa cadeia de valor. Esses são os parceiros de risco e estratégicos.

Após a definição dos processos e dos recursos já temos informações suficientes para conseguir escolher os parceiros apropriados.

Conforme detalhamos mais o modelo de negócio, podemos definir outros parceiros.

Somente nas atividades de definição da arquitetura integrada do PSS é que teremos a definição completa dos parceiros mais importantes. Alguns parceiros que não impactam na operação da solução e entrega de valor podem ser definidos somente durante o detalhamento do PSS e mesmo durante a sua operação.

ENTREGAS

Lembre-se que em uma primeira iteração você pode preencher o pôster e na segunda complementar com as listas.

Pôster do modelo de negócios (atualizar)

Insira post its no pôster (espaço para parceiros) com títulos dos principais parceiros.

Pode fazer sentido preencher em paralelo a lista de parceiros e completar a lista de processos e de recursos.

Lista de parceiros

Essa lista é uma tabela com os nomes dos parceiros em uma coluna e atributos adicionais em outras colunas, que servem para colocarmos mais informações dos que as que caberiam em post its. A tabela contém as seguintes colunas:

  • Identificadores (ID do parceiro);
  • Título do parceiro;
  • Tipo de parceiro
  • Atributos adicionais (descrição ou mesmo nome de um parceiro se já possuir).

Lista de processos (atualizar)

Devemos inserir na coluna “responsáveis pelo processo” quem são os parceiros que definimos nesta atividade. Isso pode ocorrer parcialmente durante a definição dos processos, pois pode ser que naquele momento já saibamos quem irá ser responsável pelo processo. No momento de atualizar essa lista, podemos também inserir quem, na nossa organização, será responsável pelo processo. Ela será novamente atualizada na atividade de definir o perfil das pessoas e papéis da organização.

Lista de recursos (atualizar)

Devemos inserir os parceiros na coluna “responsáveis pelo recurso” Isso pode ocorrer parcialmente durante a definição dos recursos, pois pode ser que naquele momento já saibamos quem irá ser responsável pelo recurso.

MÉTODOS

Reveja os 6 métodos genéricos para se definir elementos do modelo. Utilize a combinação que você considerar mais apropriada, com base na sua experiência, em especialistas ou nos materiais de apoio para essa atividade.

Não se consegue obter um “checklist de parceiros padrão” como material de apoio à realização desta atividade.

Conhecer o mercado e as possibilidades de parcerias é um diferencial para muitas organizações que deve ser realizado por outros processos de negócio. Uma área de sua empresa pode ter um cadastro de parceiros que você poderia utilizar. Mesmo assim, como se trata de um novo modelo de negócio, é difícil ter essas informações à disposição.

MATERIAL DE APOIO

MAP04.01 O mesmo pôster das atividades anteriores.

MAP04.11 Template da lista de parceiros: Neste formulário você pode registrar os nomes dos parceiros e atributos adicionais.

MAP04.12 Questões chave para a definição de parceiros: utilize este checklist com questões que podem auxiliar você a definir os parceiros

Dicas

  • Parceiros é um termo genérico que inserimos no modelo de negócio para indicar aqueles que irão contribuir para a entrega de valor. Tenha a liberdade de indicar quem você consegue neste momento: o nome de uma organização; um tipo de parceiros; uma característica que um parceiro deve ter.
  • Em outras iterações e mais à frente em outras atividades você irá detalhar os parceiros.
  • Você pode inserir os parceiros somente no pôster e depois na lista, ou vice-versa. Pode inserir somente no pôster e em um segundo momento na lista. Não se prenda por isso.