Integrar as arquiteturas

Assim como na arquitetura de produtos em que os componentes e funções dos produtos estão relacionados, as TICs também devem estar.

Apesar de serem apresentadas em sequência, a definição das arquiteturas deve ser iterativa. Deve que as arquiteturas do produto, ICTs, processos e serviços “conversem” entre si.

Como dissemos no início dessas atividades, não existe ainda um formalismo amplamente aceito para o desenho integrado das arquiteturas do PSS. A figura na próxima página apresenta conceitualmente essa integração que ocorre por meio de elementos comuns que são repetidos nas arquiteturas separadas. Logicamente, caso a atualização de um desses elementos comuns em uma representação não seja replicada na outra, podem ocorrer inconsistências.

Imagine a representação de um processo em que você insere o responsável (ator). Este mesmo ator com o seu perfil pode estar especificado na representação da estrutura organizacional. Essa é uma superposição que garante a “integração” entre essas duas representações. Se você mudar o título do perfil da pessoa no processo, você corre o risco de causar uma inconsistência com a representação da organização, ou vice-versa.